Empreendedorismo no Brasil: No dia do empreendedor veja se é o momento certo para abrir um negócio

Mesmo a crise provocada pela pandemia não pode impedir o aumento do empreendedorismo brasileiro. Segundo dados do Ministério da Economia, o número de novas empresas cadastradas no país em 2020 bateu recorde. Afinal, eram cerca de 20 milhões de empresas ativas ao final do ano, um aumento de 6% em relação a 2019. No entanto, quando falamos dos MEIs (Microempreendedores Individuais), falamos diretamente do crescimento exponencial dessa categoria. Pois cresceu 8,4% em relação ao ano anterior, com mais de 2,5 milhões de novos cadastros.

Oportunidades em meio à crise?

Publicidade

Contudo, não se pode ignorar que fatores chegados junto à pandemia da Covid-19, como fechamentos de empresas, reduções temporárias de salários e aumento da taxa de desemprego no país na qual afetou aproximadamente 13,4 milhões de pessoas no ano anterior.

Porém, de acordo com a última pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o número de empreendedores iniciantes impulsionados pela demanda saltou de 37,5% no ano passado para 50,4%. Além disso, não é apenas por conta da pandemia que as pessoas resolveram entrar no ramo do empreendedorismo. Em 2019 a GEM mostrou dados onde uma parcela da população (38,7%) começou a ver no empreendedorismo uma forma de atuação, pois os modelos ‘’convencionais’’ já não eram suficientes para quem deseja alcançar a estabilidade financeira.

Publicidade

Está no tempo de abrir uma empresa?

Recentemente, com o avanço continuo da vacinação e a abertura da economia a perspectiva é que empreender se torne um cenário mais favorável e com oportunidades. Afinal, toda tempestade tem um final, e em meio a crise as oportunidades surgem, basta ter criatividade e força de vontade. Então, esse momento no qual estamos passando é ótimo para tirar todo o sonho de empreender do papel, coloque-o prática!

O cenário de empreendedorismo em meio à crise no Brasil

Todavia, o Mapa das Empresas mostrou um boletim anual que foi divulgado em fevereiro pelo Ministério da Economia, que no Brasil foi aberto cerca de 2,3 milhões de empresas em 2020. Embora, 1 milhão fechou as portas, mas 3 milhões foram abertas ano passado. No entanto, os resultados mostram que existem 2.315.054 empresas abertas em 2020, e o número total de empresas ativas é de 19.907.733. É importante destacar que a indústria de serviços e a indústria de comércio são as empresas com mais aberturas de acordo com lista. Juntos, eles respondem por mais de 80% dos projetos ativos no país.

O tempo para abertura de empresas diminuiu

Entretanto, o relatório também mostra que o tempo médio para iniciar um negócio em todo o país em 2020 também diminuiu. De acordo com a pasta, o tempo médio de abertura de empresa foi de 2 dias e 13 horas, uma redução de 43,0% (equivalente a 1 dia e 22 horas) em relação ao final de 2019. Entre os estados com menor horário de atendimento, destacam-se Goiás (1 dia e 2 horas ao final do terceiro trimestre) e Sergipe (1 dia e 5 horas em média). Isso porque o tempo médio para abrir um novo negócio na Bahia é de 6 dias e 20 horas, tornando-o o posto do estado mais demorado. O relatório afirmava: Em comparação com os quatro meses anteriores, o estado ainda tem 22 horas (11,8%) reduzidas.

Veja também: Você sabe qual é o seu tipo de perfil empreendedor?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário