Empreendedorismo digital: Como fundar uma empresa no mercado virtual?

O empreendedorismo digital nada mais é que uma criação de um negócio em um ambiente online. O objetivo principal desse modelo é fazer com que a maior parte do processo seja realizado via Internet. Portanto, a tecnologia é um aspecto muito importante nesse conceito. Vários tipos de negócios podem ser realizados pela Internet, incluindo cursos, lojas e até shoppings virtuais. Por isso, nessa função existe tanto profissionais prestadores de serviço como vendedores de produtos diversos.

Publicidade

Além disso, neste método de empreendimento, a facilidade relacionada ao abrir um estabelecimento de negócios físicos tradicionais também se destaca. Por exemplo, nenhuma estrutura física ou contratação de funcionários é necessária. Pensando nisso, veja abaixo como é esse método de empreendedorismo e como começar.

Crescimento exponencial no mercado

Além da comodidade de ser um empreendedor digital, esse mercado está se expandindo de forma generalizada. Olhe ao seu redor, as pessoas passam muito tempo nos celulares e computadores. Atualmente, até a forma de socializar está intimamente relacionada ao ambiente virtual. No qual, especificamente, 47% da população mundial está simultaneamente conectada à Internet. Segundo os dados de 2016 do IBGE, no Brasil, esse número equivale a 54%.

Publicidade

Agora, se o empreendedor achar que vale a pena iniciar um negocio físico, fique sabendo que em 2017, a internet ultrapassou o número de vendas relacionadas a shoppings, principalmente no mês de dezembro. No entanto, espera-se que as vendas da Internet no Brasil dobrem ainda mais 2022. Contudo, no primeiro semestre de 2016, os e-commerces cresceu 5,2%. Essas pesquisas foram realizadas pela E-bit, que mostrou que os consumidores virtuais aumentaram 31%, totalizando 23 milhões. Recentemente, a cultura e a economia mundial passaram por grandes mudanças. Muitas pessoas pedem frequentemente veículos de aplicativos, pagam contas em bancos digitais e fazem compras online.

Benefícios de possuir um negócio digital

Com o atual crescimento do mercado, o empreendedorismo digital apresenta muitos benefícios principalmente se compararmos essa categoria de negócio com as empresas tradicionais. Veja abaixo os tópicos de vantagens de obter um empreendimento online.

  • Custo baixo

Em primeiro lugar, em comparação com o negócio físico, o custo de lançar um negócio online é muito mais em conta. Afinal, para iniciar uma empresa de forma tradicional, é necessário investir em um ambiente, além disso arcar com as despesas diversas e com salário de colaboradores. Porém, para começar nesse mercado o investido que será preciso é: estudos sobre as plataformas (existem tanto paga quanto gratuitas).

  • Ter uma empresa sem precisar sair de casa

Contudo, grandes vantagens de empreender no digital é a praticidade. Em outras palavras, você pode fazer isso de qualquer lugar, incluindo o conforto a sua casa. Com isso, o benefício é grande, principalmente para quem quer começar uma empresa sem precisar sair do trabalho atual. No entanto, é uma boa opção também para quem sai ou deseja sair do trabalho em que está, desde que tenha economias de reservas para investir nesse novo ramo.

  • Não precisa necessariamente de um ambiente físico

Os serviços digitais possuem uma estrutura simples e pratica. Embora, só será necessário no mínimo um computador com acesso à internet. Caso, não consiga abrir na sua residência você pode encontrar um colega de trabalho ou alguém da sua família. Eles costumam oferecer preços mais acessíveis do que alugar um imóvel. Em vez disso, as empresas físicas precisam de pontos de vendas ou escritórios bem localizados. No entanto, é necessário considerar todos os custos incorridos, de contas a pagar a funcionários e serviços de manutenção.

  • Clientes de todos os lugares em qualquer hora

Por último, o benefício dos serviços digitais são as estabilidades. Este termo é usado para explicar como uma empresa consegue adquirir grandes números de compradores sem custos adicionais. Afinal, seu negócio online continuará a gerar lucros e clientes, mesmo se você não tiver um emprego no momento. Por exemplo, os consumidores podem fazer compras a qualquer instante do dia. Já nos estabelecimentos físicos, existem horários comerciais prescritos.

Exemplos de empreendimentos digital

A Internet oferece um mundo cheio de possibilidades e o empreendedorismo não é exceção. Existem diferentes tipos de negócios neste ambiente, um dos quais é definitivamente mais adequado para o seu perfil.

  • Cursos onlines

Primeiramente, a opção é usar parte do conhecimento que você tem para fornecer cursos online. Ou também, outras categorias de produtos de estudos, como e-books, livros, palestras e entre outros. Todavia, para iniciar seu projeto online, é preciso utilizar uma plataforma de ensino a distância (EAD).

Além disso, também é importante compartilhar e divulgar esses materiais em suas redes e utilizar estratégias de marketing digital para impulsionar. Entretanto, semelhante a cursos presenciais, esta alternativa é mais viável. Isso porque você só grava as aulas uma vez do curso e pode vender para um grande número de pessoas indefinidamente.

  • E-commerce de lojas virtuais

Segundamente, e não menos importante é o empreendedorismo no universo das lojas virtuais. Em comparação com empresas físicas, o número de funcionários envolvidos neste tipo de negócio é menor. Mas, para entrar nesse modelo é necessária uma plataforma, estoque e até a logística de entrega. Portanto, o e-commerce é uma boa opção para vender produtos em nichos de mercado com menos concorrência. Até porque já existem muitas marcas grandes com lojas virtuais, como Magazine Luiza.

  • Marketplace

Muitos empreendedores não sabem, mas fundar um marketplace é uma forma muito escalonável de empreendedorismo digital. Esse tipo de negócio acaba sendo ligado a oferta e demanda através de sites e plataformas virtuais. Então, em lugares como estes é possível encontrar diversos fornecedores e pessoas que prestam serviços, tudo em um único lugar. Ou seja, um shopping de forma online.

Por exemplo, o Mercado Livre é uma plataforma voltada para os produtos mais diversos. Diversos empreendedores se cadastram na plataforma e vendem qualquer produto por preços acessíveis. Afinal, não possui muitas concorrências nesses setores, isso porque é um mercado grande em exploração e todos eles vendem. Agora, você sabia que a grande maioria das empresas brasileiras são do setor de serviços. E mesmo assim ainda existem diversos outros profissionais que não exploram esse mercado direito.

VEJA TAMBÉM: Que tal dar um “boom” nas vendas? Veja ótimas dicas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário