Marketplace, E-commerce ou Vitrine Virtual? Saiba mais!

Atualmente, os métodos de compras estão em contaste mudanças conforme a tecnologia avança. Por isso, lojas online estão se fazendo cada vez mais presente na vida e no gosto dos consumidores, fazendo com que a venda de produtos online aumente cada vez mais, como cosméticos,  eletrônicos, esportes, roupas, etc. Contudo, nesse caso essas lojas estão em constantes aprimoramentos e ganhando ainda mais espaço na modernidade.

Publicidade

Entretanto, muitos empreendedores se deparam com diferentes tipos de canais de vendas, como plataformas de e-commerce, marketplaces e vitrines virtuais. Mas, o que ocorre bastante é que muitos ainda não sabem a diferencia especifica de cada modelo deste negócio, e como escolher para integrar no seu negócio. Por isso, a equipe Boas Ideias elaborou este artigo para  explicar a diferença de cada segmento e assim auxiliar nosso leitor a entender qual é a melhor opção para seu negócio. Acompanhe!

O que é Marketplace

Primeiramente, o marketplace é uma plataforma online que reúne diversos produtos de diferentes lojas, semelhante a um shopping center. Em outras palavras, é um bom lugar para as empresas apresentarem seus produtos. Esse tipo de negócio tem como vantagens o baixo custo de investimento, pois, para vender por meio dele basta negociar a comissão que será paga ao “dono do shopping” a cada venda. Na verdade, o mercado pode dar muita visibilidade porque essas plataformas podem ser acessadas a qualquer momento e de qualquer lugar. Sendo assim sua mercadoria pode ser comprada por uma pessoa que mora do outro lado do país.

Publicidade

Para que serve o E-commerce

Contudo, o segundo modelo mais utilizado pelos empresários são o e-commerce. O significado nada mais é que vendas comerciais executadas de forma totalmente online. Então, de maneira mais simples e explicativa, o cliente escolhe o produto e finaliza até o pagamento. Por isso, o processo é por meio digitais, a única função física é a logística do transporte até a casa do comprador. Além disso, esse modelo de compra se baseia na divulgação de promoções ou serviços. Desde que ambas possam ser vendidas online através do marketing digital.

O que significa Vitrine Virtual

A vitrine virtual (ou loja virtual) é o site do vendedor. Nele serão exibidos todos os produtos selecionados pelo cliente. Na verdade, é uma espécie de vitrine onde você pode ver produtos, selecionar produtos, colocá-los no carrinho de compras e, em seguida, concluir a compra.

Qual a diferença entre eles?

Agora, observamos que cada um desses canais possui recomendações diferentes. O e-commerce pede mais investimentos, como logística e mão de obra. Em contraste, os lucros não precisam ser distribuídos entre os agenciadores. Afinal, é um comércio online de uma marca específica.

Entretanto, já o marketplace evita certos custos com operações, porque é apenas um ambiente onde as lojas e os clientes estão conectados, e também acaba exigindo menos investimentos em marketing, por exemplo, já que a visibilidade acaba se tornando mais ampla.

Além disso, ambos são diferentes das vitrines virtuais, que consequentemente acaba exigindo uma boa logística, grande volume de produtos e maior esforço de autopromoção. Ou seja, este formato requer muito investimento em SEO e estratégias de posicionamento para encontrá-lo na Internet. Mas, apesar disso pode ter um custo menor, pois o investimento feito neste modelo compensa o negócio. Portanto, cada opção mencionada tem sua particularidade e diferentes benefícios, devendo ser avaliada de acordo com o perfil e objetivos da empresa, devendo ser considerado o método mais adequado para o mesmo.

Como escolher o melhor para o seu negócio?

Decidir que caminho seguir nem sempre é fácil. A escolha entre o e-commerce, marketplace e vitrine virtual devem sempre seguir alguns fatores pré-determinados. A decisão pode começar primeiro com a compreensão do seu tipo de negócio, considerando se ele atende a um mercado mais amplo ou a um mercado mais específico.

A partir daí, avalie o custo de cada atividade e a viabilidade de cada função para tomar a decisão mais adequada. Ninguém tem certeza de nada, porque é importante compreender todas as atividades empresariais para saber qual exatamente deve-se escolher. Os merketplace, e-commerce e vitrine tendem a possuir um lugar neste mercado de transformação digital cada vez mais integrado! Para a empresa, todas as possibilidades de plataforma são lucrativas, ajudam a tornar a marca mais relevante, importante, e acabam servindo de referência para outras.

Então, agora que você sabe a diferença entre esses três modelos analise-os com cautela para que a opção escolhida se encaixe corretamente no seu negócio. Aproveite e compartilhe esse conteúdo com quem também se interessa sobre o mundo corporativo.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR: Empresas oferecem aos colaboradores educação e crédito financeiro durante a crise

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário