Empreendedorismo feminino: mulheres já são 48% do número de MEIs no Brasil

Segundo uma pesquisa realizada em 2020 pelo Sebrae em conjunto com a Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking dos países com maior número de mulheres empreendedoras mundialmente. Isso significa que dos 52 milhões de empreendedores que existem no país, cerca de 30 milhões são do sexo feminino, com preferência pelos setores de alimentação, moda e beleza.

Publicidade

Com isso, é possível afirmar que o crescimento do empreendedorismo feminino nos últimos anos além de trazer diversidade e a quebra de paradigmas, também ajudou a trazer diversas mudanças no segmento empresarial. Entretanto, vale lembrar que embora as mulheres sejam mais da metade da população brasileira, apenas 13% possuem um cargo de destaque em grandes empresas.

Assim, é necessário que a importância do empreendedorismo feminino seja cada vez mais compreendida por todos, pois colabora para a construção de uma sociedade cada vez mais justa e permite que as mulheres tenham a oportunidade de ocupar cargos de liderança, mudando totalmente esse quadro de desigualdade. Entenda um pouco mais sobre a importância do empreendedorismo feminino e quais são os principais desafios que as mulheres empreendedoras ainda precisam enfrentar nos dias de hoje:

Publicidade

O que é empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino está relacionado às iniciativas empreendedoras criadas pelas mulheres. Portanto, essas iniciativas vêm crescendo muito com o passar dos anos e trazendo novas perspectivas de mercado por meio de um olhar feminino e inovador.

Atualmente, grande parte das pequenas produtoras locais, profissionais autônomos e startups são feitos por mulheres. Com isso, a tendência é que cada vez mais o mercado dê abertura para que as mulheres possam ocupar suas posições em cargos de liderança e empreendedorismo, e que os desafios enfrentados por elas diminuam com o passar dos anos.

Quais são os principais desafios das mulheres empreendedoras?

Desde sempre é possível notar um abismo enorme entre as oportunidades de emprego oferecidas às mulheres quando comparadas as oportunidades oferecidas aos homens. Além disso, a diferença de salário entre os gêneros é um fator que atenua ainda mais essa discriminação e desigualdade nos negócios.

Apesar das mulheres terem um nível de escolaridade 16% superior ao dos homens, pesquisas apontam que elas permanecem ganhando 22% a menos do que eles. Esses desafios são a principal motivação para que as mulheres abram o seu próprio negócio e garantam os seus direitos.

Vale lembrar que atualmente ainda existem diversas empresas que preferem não contratar mulheres por conta da licença a maternidade, o que faz com que grande parte delas tenham dificuldade para se manter ativas no mercado de trabalho e para garantir a própria renda.

Qual a importância do empreendedorismo feminino?

A principal importância do empreendedorismo feminino sem dúvidas é trazer uma sociedade mais justa e igualitária, garantindo os mesmos direitos para todos os gêneros e mais oportunidades no mercado para as mulheres. Além disso, ajuda a reduzir as diferenças no crescimento de carreira e favorece a diversidade nos negócios, trazendo novas perspectivas criativas e inovadoras pensadas por empreendedoras.

Contudo, como consequência do empreendedorismo feminino e da redução de desigualdades, também são gerados diversos benefícios para a economia global e circulação dos negócios, além de novas estratégias que podem definir caminhos diferentes para alguns serviços e produtos.

Mulheres empreendedoras

Separamos 2 empreendedoras incríveis para que você se inspire para entrar no mundo do empreendedorismo feminino ou apoie ainda mais as empreendedoras que você conhece:

  • Luiza Helena Trajano

Luiza Helena Trajano começou com uma pequena loja de presentes no interior paulista e hoje é considerada pela Revista Forbes como uma das 3 mulheres mais poderosas do Brasil. Atualmente, a empreendedora está na liderança do marketplace Magalu e garante cada vez mais o próprio sucesso.

  • Camila Farani

Camila Farani é uma grande investidora de startups e já investiu em muitos negócios. Nos dias de hoje, ela está em destaque por ser uma investidora-anjo premiada e um dos “tubarões” do Shark Tank Brasil, além de diversos outros negócios.

Veja também: Empreendedorismo feminino: mulheres já são 48% do número de MEIs no Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário