WhatsApp lança sistema para transferência e pagamentos em dinheiro por meio do Facebook Pay

A partir desse mês o aplicativo WhatsApp irá permitir que os usuários façam transações de dinheiro para outras pessoas, é tão simples como enviar uma mensagem pelo aplicativo. Contudo, o recurso foi desenvolvido para que amigos e famílias dividam contas, como, por exemplo as do churrasco.

Publicidade

Porém, a função chegará aos poucos para os usuários. Por isso, o pagamento será disponibilizado para pessoas que possuem cartões de débito e pré-pago. Continue acompanhando esse artigo para saber como funciona e como acessar e se realmente é seguro.

O que é WhatsApp Pay?

Pagamentos do WhatsApp é um novo método de remessa que todos os usuários do WhatsApp podem usar. Na prática esse é mais um recurso para pessoas que fazem transações (transferências ou pagamentos), quando necessário. O serviço foi homologado pelo Banco Central em 30 de março e pode ser utilizado para o processamento dos cartões Visa e Mastercard. O Brasil é o segundo país do mundo a oferecer esse serviço. Com 120 milhões de usuários brasileiros utilizando o aplicativo, correspondendo a aproximadamente 60% da população brasileira. Portanto, o primeiro país a ter acesso a essa função é a Índia.

Publicidade

Como acessar?

O WhatsApp informa que o serviço será liberado gradativamente para todos os usuários do aplicativo ainda este ano. De acordo com a empresa, quem tiver ativado o recurso poderá convidar amigos e familiares de todo o país para usar o WhatsApp para pagamentos, desde que tenham Visa ou Mastercard.  As instituições bancarias parceiras podem também convidar seus clientes a se cadastrarem no WhatsApp e usarem o pagamento.

Como configurar para o primeiro pagamento?

Antes de tudo, para começar a utilizar esse recurso, você precisará configurar o seu smartphone pelo próprio WhatsApp. Depois disso, toque no “clipe de papel” ou item com um sinal de mais (+) no espaço que você digitar. Entre as opções como documentos, fotos e vídeos, salas e locais, também aparecerá a opção “Pagamento”. O usuário deve clicar e inserir o valor a ser transferido quando utilizar o serviço pela primeira vez.

Após o usuário inserir o valor e continuar usando a seta abaixo, a forma de pagamento será solicitada para a transação. Nesse momento, uma guia do Facebook Pay será aberta, informando os termos de uso do serviço. O usuário deve concordar com os termos de uso. Depois que isso for feito, você será solicitado a criar um PIN para o Facebook Pay. É uma assinatura eletrônica para transações, biometria ou reconhecimento facial. O código PIN varia com os dispositivos compatíveis.

Por ultimo, é a criação do PIN, o usuário deverá inserir os dados pessoais: nome completo e CPF. Em seguida, você adicionará um cartão de débito emitido por um dos bancos parceiros.

Tem limite para transferência?

Entretanto, para os usuários só será permitido transferir R$ 1.000 por dia, o limite mensal para transferência será de R$ 5.000. O WhatsApp permitirá 20 transações diariamente. No entanto, só será possível realizar pagamentos em reais para pessoas que estão no Brasil.

Terá custo?

Para as pessoas físicas o serviço não terá nenhum custo. O WhatsApp informou que nenhum banco parceiro irá cobrar algum valor do cliente. Tudo gratuito!

Afinal, é seguro?

O WhatsApp Pay no Brasil foi recentemente supervisionado pelo Banco Central. Após nove meses de espera pela homologação, o serviço começou com iniciador de pagamento no dia 30 de março deste ano. O Fscebook Pay do pagamento é um tipo de instituição de pagamento. Ou seja, uma empresa que viabiliza a compra e venda e os serviços de processamento de recursos, sem conceder empréstimos e financiamentos aos clientes.

Portanto, o WhatsApp não pode acessar o dinheiro no banco, mas faz com que os bancos executem os pedidos com base na solicitações dos clientes (que iniciou a transferência no aplicativo). De acordo com a empresa, os serviços de pagamento são protegidos por várias camadas de segurança, como PINs do Facebook Pay ou biometria em smartphones que são compatíveis. A empresa também disse que o pagamento é desenvolvido com base em um conjunto de princípios sólidos de segurança e privacidade.

Para finalizar, o WhatsApp contou que em caso de fraude, o suposto golpista não conseguirá efetuar as transferências, pois, para completar a transação é preciso usar a biometria do aparelho ou o PIN.

VEJA TAMBÉM: Banco Inter disponibiliza pagamento por aproximação do IPhone com Apple Pay

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário