Você sabe o que é economia circular? Entenda o que é, benefícios e características

Afim de promover o desenvolvimento sustentável, a economia circular é uma ideia que une o melhor uso dos recursos naturais ao crescimento econômico. Buscando a otimização dos processos de produção, a redução na extração de matérias prima no meio ambiente e atender as demandas de toda a população como consumidores.

Publicidade

O modelo de fabricação habitual das empresas que envolviam a exploração dos recursos naturais, preparação, uso e descarte dos resíduos está saindo de cena. No entanto, a indústria brasileira vêm utilizando a economia circular como alternativa para esse meio, tornando possível reverter os danos causados como a poluição e o aquecimento global.

A proposta da economia circular é baseada em um sistema de produção regenerativo que garante a utilização e a recuperação dos recursos naturais, todo o processo é revisto com a ideia de que “nada se perde, tudo se transforma”, privilegiando insumos renováveis, recicláveis e mais duráveis. Portanto, podendo assim manter o fluxo de produção e, ao mesmo tempo preservar o nosso planeta.

Publicidade

Qual o intuito da economia circular

O principal objetivo da economia circular é a busca pela maior eficiência dos processos de fabricação por meio do melhor uso dos recursos naturais e a perspectiva do crescimento econômico, ainda sim, atendendo as demandas sociais e ambientais, contribuindo com a indústria e o desenvolvimento sustentável.

Quais as principais características da economia circular

Redesenhando o atual modelo de produção linear, está sendo realizado a transição para o modelo circular pensando em um futuro cada vez mais sustentável, essa for a de negócio apresenta uma nova maneira de encarar a origem, o uso e o destino do que é produzido e também descartado, aumentando a vida útil dos produtos e apostando em novas formas de consumo.

As principais características da modalidade circular são: aumento da eficiência na produção, no uso e no descarte, práticas que valorizam os recursos por meio de compartilhamento, manutenção, reciclagem, remanufatura e o reuso, a minimização de extração de matérias prima, garantindo que outras gerações também terão acesso a esses recursos.

O que a indústria brasileira tem feito?

Na última semana, entre os dias 4 e 7 de maio, foi promovido pela prefeitura de São Paulo a 1° semana de economia circular de São Paulo. Portanto, o evento reuniu centenas de pessoas, organizações, empresas e poder público, a cerca de discussões sobre a economia circular e abordagens necessárias para a troca do atual modelo de economia linear para formas mais circulares de produzir.

Realizado de maneira presencial, contaram com a participação do Movimento Circular, a maior iniciativa aberta de educação para economia circular da América Latina, que rendeu novas oportunidades para divulgar o tema por meio de conexões.

Todavia, a pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que, no Brasil, 76% das empresas já desenvolveram algum projeto de economia circular, como a reciclagem de materiais, economia de baixo carbono, logística reversa e reúso da água. Além disso, também foi revelado que 88% dos empresários classificam como muito importante o modelo circular para a indústria brasileira.

Recentemente foi implementado a Lei n°12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), capaz de estabelecer a forma como o Brasil lida com o lixo, cobrando dos setores, transparência no gerenciamento de resíduos, colocando o país no caminho certo para enfrentar os principais problemas sociais, ambientais e econômicos.

No entanto, para a implementação da economia circular no Brasil, é preciso que a maioria das empresas desenvolvam iniciativas circulares de negócio, que agreguem valor ao serviço e estenda a vida útil do produto, facilitando a transformação de produtos em matéria prima, para se tornarem mercadoria novamente. Além disso, o processo de reciclagem teria que ter um custo menor, mas mantendo a funcionalidade.

Os benefícios da economia circular

Contudo, com a economia circular sendo colocada em prática na indústria, os materiais são reaproveitados se tornando novos produtos, os recursos naturais são mais valorizados reduzindo sua extração, propiciando assim a reversão de danos ambientais como a poluição e o aquecimento global.

Em auma, o aumento da sustentabilidade e a preservação do meio ambiente gera melhores condições de vida para os seres humanos. Os produtos que facilitam nosso cotidiano de tornam  . E com a presença da economia circular é possível contribuir com o mercado de trabalho por meio da geração de novas vagas de emprego.

Veja também: No primeiro trimestre de 2022 as MPEs indústrias apresentam um desempenho melhor desde 2012

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário