Ômicron: os desafios econômicos causados pela nova variante e o impacto nos pequenos negócios

Certamente, a crise econômica decorrente da pandemia de Covid-19 tem causado grandes reflexos em todos os segmentos empresariais no Brasil. Dessa forma, como resultado do surgimento da variante Ômicron, o crescimento dos casos pode se tornar um obstáculo a mais para a economia.

Publicidade

De acordo com o último relatório Focus realizado pelo Banco Central, a taxa Selic pode subir 11,75% ao ano, tornando os juros e a obtenção de crédito grandes desafios para as pequenas empresas em 2022. Sendo assim, é importante entender os riscos da nova variante e seus impactos.

A nova variante

Desde de novembro de 2021, a variante Ômicron vem aumentando o número dos casos de COVID-19 e paralisando novamente os serviços devido ao afastamento de funcionários. Segundo um estudo realizado pelo ITpS (Instituto Todos pela Saúde) em parceria com os laboratórios Dasa, CDL e DB Molecular, a nova cepa já corresponde a 98,7% dos casos da doença no país. Por ser mais transmissível, a alta nos casos pode trazer impactos diretos à economia e as micro ou pequenas empresas, afetando não só a produção, como também a economia atual.

Publicidade

O que dizem os números?

Com um cenário econômico complicado, a variante Ômicron reforça o momento em que o PIB (Produto Interno Bruto) está estagnado, a inflação persiste e os juros estão em alta. Conforme as projeções do relatório Focus realizado pelo Banco Central, há a possibilidade de o IPCA deste ano ficar em 5,03%, e a taxa Selic pode subir a 11,75% ao ano. Por fim, para o PIB, o relatório prevê uma alta de apenas 0,28%.

Como ficará a economia?

Sem dúvidas, a nova onda da variante Ômicron pode trazer um impacto econômico a nível mundial, que reflete no aumento da inflação e traz prejuízos para o setor industrial e para o setor de serviços. Segundo os especialistas, por ora, isso não é motivo para grandes preocupações, pois não haverá uma piora considerável na economia, visto que são apenas setores pontuais que vêm sofrendo com a nova onda da doença e não está previsto o fechamento do comércio como já houve anteriormente.

O impacto nos negócios

Apesar de não ser motivo para preocupações, o aumento recente dos casos de Covid-19 fez com que as linhas de produção fossem interrompidas ou reduzidas por conta do afastamento de grande parte dos funcionários, pressionando os custos no mundo inteiro.

Além disso, com o aumento da Selic, a alta na taxa de juros e o maior custo para obtenção de crédito, as micro e pequenas empresas podem ter um grande desafio econômico em 2022. Dessa forma, é importante manter os olhos abertos nos negócios, entendendo o cenário atual e verificando os riscos que a variante Ômicron pode oferecer à economia, para assim, manter sua empresa sempre preparada.

Veja também: Como o aumento e queda do ICMS da gasolina pode afetar as empresas?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário