O que é B2B? Entenda tudo sobre esse modelo de negócio

Publicidade

Você sabe o que é B2B? Já ouviu falar sobre o modelo de negócios realizado de “empresa para empresa” (business to business). Não? Pois saiba: você pode estar perdendo tempo e dinheiro, pois ele promete ser o negócio do século. Mas não se desespere:

Visando responder às dúvidas mais comuns sobre o B2B e apresentar as suas principais vantagens, elaboramos um conteúdo que trará mais clareza e mostrará porque a sua empresa deve dar início a esse tipo de relacionamento. Acompanhe e descubra!

O que é B2B?

Primeiramente, vamos entender o B2B ou “business to business”  que é um modelo de negócio onde o comércio é estabelecido entre empresas, diferente do B2C ou “business to customer”, que estamos mais familiarizados.

O que é B2B? Entenda tudo sobre esse modelo de negócio
O que é B2B? Entenda tudo sobre esse modelo de negócio

No B2C, o cliente final é uma pessoa física; no B2B, uma pessoa jurídica. Posteriormente, no B2C, há um ponto de vendas; a relação entre negócio e consumidor é, por muitas vezes curta ou para sanar demandas pontuais.

E consequentemente no B2B, acontece de forma distinta: por existirem demandas maiores, os processos comerciais são mais longos e tendem a gerar receita recorrente.

Quais são as vantagens do modelo B2B?

Por ser um relacionamento desenvolvido entre empresas, os produtos e serviços ofertados são limitados. Na verdade, a comercialização aqui responde às necessidades de uma primeira empresa que são supridas por uma segunda.

Esta segunda atuará como fornecedora de um produto ou serviço qualquer que a primeira esteja necessitando, que podem, claro, corresponder à insumos e matéria-prima, mas também surgem nas formas de suporte de TI, consultorias diversas, veículos e diversos outros.

Uma vez que a lógica da B2B gira em torno desse relacionamento entre duas empresas, os volumes de compra tendem a ser substanciais, já que eles não respondem somente às demandas de um indivíduo, mas de um grupo de indivíduos.

Há também outras vantagens associadas, como por exemplo:

Publicidade
  • A receita recorrente

De fato, as vendas no modelo B2B são mais complexas e demandam mais tempo para que ocorram quando comparadas ao modelo B2C. No entanto, são vendas que trazem consigo uma grande vantagem: a recorrência.

Por se tratar de um relacionamento entre duas empresas, com negociações de preços e vantagens para ambas as partes, a tendência é que surjam “parcerias” ou contratos para o fornecimento de algum material ou serviço durante um dado intervalo de tempo.

  • O Tamanho das Vendas

Outro fator que faz das vendas “business to business” tão interessantes é um ponto sobre o qual falamos brevemente: Por se tratar da comercialização de um produto ou serviço à outra empresa, as demandas são diferentes do modelo B2C.

Aqui, há uma série de indivíduos que serão impactados por uma aquisição, o que eleva consideravelmente o tamanho da venda. É pouco provável que uma empresa adquira somente uma cadeira, se está estruturando todo um escritório. O mesmo vale para a lógica de canetas, folhas e diversos outros produtos utilizados na maioria dos escritórios.

Há desafios na hora de implementar o modelo B2B em minha empresa?

Sim. Embora o modelo tenha potencial e seja reconhecido como uma boa alternativa para empresas que comercializam produtos ou prestam serviços, há alguns desafios que devem ser superados para que a estratégias de vendas funcione. O principal talvez seja a questão da segurança, onde é preciso resguardar o banco de dados, as aplicações e o sistema onde será realizada a operação e meio pelo qual serão feitos os pagamentos.

Uma das maneiras de contornar o problema é fazendo o uso de criptografia, ter uma política de privacidade clara e aderir a secure socket layer ou transport layer security, que consiste em um protocolo de segurança que protege a comunicação em uma rede de computadores.

Agora que você já sabe O que é B2B, que tal dar uma chance a esse modelo de negócios e elevar substancialmente os lucros de sua empresa?

VEJA TAMBÉM: CEO, CMO, CFO e CTO: Entenda o que cada sigla significa no mundo corporativo

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário