Brasil foi eleito o 8° melhor país para se turistar e hospedar. Veja os 10 melhores no ranking

O Brasil é o 8º país mais visitado do mundo. Essa pesquisa foi do Traveler Review Awards 2022, promovido anualmente pela plataforma de reservas Booking.com e divulgado neste último mês, premiando a hospedagem e o destino com as melhores avaliações dos viajantes que utilizam o serviço.

Publicidade

Portanto, esse resultado é ótimo, já que em 2021 o país ficou na 10° colocação. Afinal, de 2021 a 2022 o número de reservas aumentou em 16%, principalmente as avaliações dos serviços de hospedagem. Contudo, a Itália é considerada o país mais hospitaleiro em 2022, com aproximadamente 162 mil acomodações premiadas. Veja a seguir o ranking de melhores países para se hospedar.

Ranking de melhores países para se turistar e hospedar

  1. Itália (162.272)

  2. Espanha (93.130)

  3. França (89.186)

  4. Croácia (58.630)

  5. Alemanha (69.702)

  6. Rússia (59.661)

  7. Reino Unido (53.623)

  8. Brasil (46.928)

  9. Estados Unidos (43.417)

  10. Austrália (18.663)

Sobre a premiação

Além disso, de acordo com a premiação, que olhou 232 milhões de avaliações verificadas, o tipo de acomodação preferido do viajante atual é um apartamento. Cerca de 561 mil apartamentos em todo o mundo foram homenageados por sua hospitalidade, incluindo 17.118 só no Brasil.

Publicidade

Contudo, os hotéis ficaram em segundo lugar com 172 mil hotéis com classificação de estrelas, seguidos por casas de férias (148.962), pousadas (98.466) e pousadas (ou B&Bs, 79.859). No Brasil, as pousadas (9.110) ficaram em segundo lugar, seguidas por casas de veraneio (7.510) e hotéis (5.564). Globalmente, 1.261.273 acomodações, locadoras de carros e fornecedores de táxi em 220 países e territórios ao redor do mundo receberam o prêmio. Por fim, a Booking.com concluiu que questões como atendimento da equipe, limpeza e localização são os aspectos mais importantes para os viajantes que levam a melhores instalações ou custo-benefício.

Como a pandemia afetou diretamente o setor de turismo

Além do drama humano, a economia sofreu um impacto enorme da pandemia. Assim como na área da saúde, as empresas foram colocadas em quarentena, adoecidas ou fechadas. O turismo foi o primeiro setor a entrar em crise e, segundo especialistas, será o último a sair. Felizmente, os sinais de recuperação que estamos vendo no mercado sugerem que o turismo é mais resiliente do que as previsões sugerem.

Entretanto, a OMT (Organização Mundial do Turismo) mostrou que em seu relatório “Turismo e Covid-19” que, até recentemente, o setor representava 7% do comércio mundial e criava um em cada dez empregos. Segundo o documento, a pandemia atingiu duramente o mundo, colocando em risco até 100 milhões de empregos diretos. Portanto, as pequenas empresas que sustentam 80% da indústria do turismo mundial são particularmente vulneráveis. Os gastos com turismo podem cair acentuadamente nos próximos 5 anos, com o PIB global caindo até 2,8%

Veja também: Conheça o top 10 melhores empresas para trabalhar no Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário